A cada seis homens no Brasil, um tem ou terá câncer de próstata!


Levantamento do Inca comprova que a probabilidade do homem ter câncer de próstata no Brasil chega perto dos 20% devido a falta de prevenção.

Um estudo feito pelo Inca, concluiu que um em cada seis homens tem ou terá câncer de próstata no Brasil, doença que é a segunda principal causa de morte do sexo masculino no país – cerca de 14 mil óbitos por ano. Os dados, do Instituto Nacional de Câncer (Inca), são um alerta para que os homens se atentem mais para sua saúde. Apesar do alto índice da doença, o levantamento mostra que metade dos brasileiros nunca, sequer, foi a um urologista.

“Infelizmente ainda há muito bloqueio por parte do público masculino em relação ao exame do toque retal. Felizmente, isso tem melhorado um pouco ao longo dos anos. Associado a esse tabu, de ser um exame um pouco mais evasivo, de mexer com a parte da sexualidade masculina, o homem acaba ficando com um pouco mais de receio de ir ao médico”, ressalta Felipe Costa, médico urologista do Hospital do Homem, na capital paulista.

LEIA TAMBÉM: CÂNCER DE PRÓSTATA – SINTOMAS, CAUSAS E TRATAMENTO

Sintomas, prevenção e grupos de risco

O câncer de próstata, assim como a hipertensão e a diabetes, são silenciosas e não apresentam sintomas até estarem avançados. De acordo com o médico, a única forma segura de se precaver em relação à doença é a consulta clínica preventiva. Todo e qualquer homem a partir dos 50 anos deve realizar o exame anualmente.

Os grupos com maior fator de risco para o câncer de próstata: são os negros e aqueles indivíduos que têm histórico familiar com casos de câncer de próstata. Para essas pessoas, a prevenção deve começar a partir dos 40 ou 45 anos.

O exame do toque é extremamente rápido, é feito com anestésico local, de uma forma que provoque menos incômodo possível. Hoje ainda é uma das formas mais seguras e eficientes para poder diagnosticar o câncer de próstata na forma inicial.

Além do exame preventivo, também é recomendado que sejam evitados outros fatores, que são conhecidos por serem facilitadores da doença, como alimentação pobre em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais; sedentarismo, consumo de álcool e tabaco.

Se você é homem, tem entre 45 e 50 anos, está lendo este artigo e ainda não fez sua prevenção, se ligue! Ninguém vai deixar de ser mais homem por que quer cuidar da saúde!

A prevenção salva vidas. Compartilhe esta ideia!

LEIA TAMBÉM: VÍRUS ZIKA INIBE AVANÇO DO CÂNCER DE PRÓSTATA