Câncer de Tireoide – Sintomas, Causas e Tratamento


Saiba mais sobre o Câncer de Tireoide – Veja quais são os principais sintomas, as causas e as formas de tratamento.

O câncer que afeta a tireoide, glândula em forma de borboleta localizada na base do pescoço e que tem grande importância no equilíbrio dos hormônios, é tido como o mais comum entre os tumores que afetam a região do pescoço e cabeça. Além disso, segundo dados do INCA – Instituto do Câncer, essa doença afeta as mulheres três vezes mais do que os homens.

Existem diferentes tipos de câncer de tireoide, sendo que os carcinomas diferenciados são os mais comuns. Eles são divididos nos seguintes subtipos:
Papilífero: é o mais frequente, representando 80% dos casos. Cresce normalmente de maneira lenta e costuma se espalhar para os gânglios linfáticos no pescoço. Embora possa, é quase raro se alastrar para os ossos e pulmões. Além de afetar mais o sexo feminino, também é típico entre os 30 e 50 anos e fácil de tratar quando em estágio inicial.

Folicular: segundo tumor mais comum, sendo mais normal chegar aos pulmões e aos ossos e raramente aos linfonodos. Também é mais frequente em mulheres, entre os 40 e 60 anos, com alta taxa de cura, inclusive, em pacientes jovens.

Carcinoma de células de Hürthle: chamado ainda de carcinoma de células Oxífilas, sendo considerado um carcinoma folicular. O seu diagnóstico é mais difícil, bem como o seu tratamento, pois a absorção do iodo radioativo usado no tratamento é menor.

Há também os carcinomas pouco diferenciados, sendo que os seus subtipos são:
Medular: é pouco frequente, com altas chances de sobrevida quando não se espalha. Mas pode se alastrar pelos gânglios linfáticos no pescoço ou para o cérebro, fígado e ossos. Quando uma pessoa é cometida pode ocorrer de outros membros da família repetidamente também serem diagnosticados.

Carcinomas indiferenciados: ou anaplásico, é o tipo menos comum, porém, mais agressivo. Mesmo depois de tratado pode voltar e as taxas de mortalidade são altas. Esse acomete mais os homens, com idade superior a 65 anos. Em jovens, é ainda mais raro.

Sintomas do Câncer de Tireoide

Embora o surgimento de um nódulo (caroço) na tireoide não indique câncer no local, essa relação pode existir em pessoas com histórico familiar. O mesmo acontece se tiver passado por irradiação prévia no pescoço.

Também é importante estar mais atento ao aparecimento do nódulo quando existem ainda gânglios linfáticos aumentados no pescoço (ínguas) e/ou o sintoma de rouquidão. De qualquer forma, nem sempre a doença apresenta sinais, sendo que, embora menos comuns, outros sintomas são:
• Dor na parte da frente da garganta que pode chegar aos ouvidos;
• Respiração difícil, por parecer que existe algo preso na garganta;
• Dificuldade de engolir;
• Alterações incomuns da voz;
• Tosse persistente sem motivo aparente.

Quando descoberto rapidamente, as chances de cura são bem altas, aproximadamente 97% dos pacientes são curados.

Causas do Câncer de Tireoide

Como acontece com muitos tipos de tumor, não se conhece a origem exata dessa doença. Mas sabe-se que o câncer de tireoide ataca pessoas em determinados grupos de risco. São eles os seguintes:
• Histórico familiar;
• Tratamentos com radiação para a cabeça e o pescoço, inclusive, na infância ou adolescência;
• Ter mais de 40 anos
• Surgimento de nódulo grande que cresce rápido.

A melhor forma de se “prevenir” contra o Câncer de Tireoide é fazendo os exames de rotina pelo menos 1 por ano.

Tratamento para Câncer de Tireoide

O tratamento mais recomendado pelos especialistas é a tireoidectomia total ou parcial, ou seja, a remoção do tumor, a menos que, por alguma razão, o paciente não possa passar pelo mesmo. No entanto, também é preciso levar em conta o tipo de câncer de tireoide.

No caso de carcinoma papilífero e carcinoma folicular, de acordo com os fatores de risco do paciente, pode ser indicada também a terapia com iodo radioativo. Por outro lado, se a doença se espalhou para os gânglios linfáticos cervicais, o tratamento costuma contar ainda, na fase inicial, com a remoção de alguns gânglios.

O iodo radioativo é necessário também para tratar pacientes com carcinomas bem diferenciados. Isso porque, em geral, eles não podem ter o tumor removido em sua totalidade.

Fique à vontade caso queira relatar histórias de amigos ou familiares que já sofreram com o Câncer de Tireoide, para isso basta deixar um comentário logo abaixo. Estamos juntos nessa. Vamos vencer essa doença!