Câncer Infantil – Saiba mais sobre o assunto


Saiba mais sobre o Câncer Infantil – Veja quais são as doenças mais comuns em crianças, os principais sintomas, as causas e as formas de tratamento.

Erroneamente, pode se pensar que os tumores são doenças que afetam apenas os adultos. Na realidade, existem muitos tipos de câncer que o seu aparecimento está associado à idade avançada. No entanto, mesmo as crianças podem ser acometidas por essa doença, embora seja relativamente pouco comum.

A boa notícia é que mais da metade dos casos tem boas chances de cura, o que está estreitamente associado com o diagnóstico precoce. Por outro lado, nem sempre o diagnóstico é feito a tempo, uma vez que os sintomas do câncer infantil podem ser facilmente confundidos com outras doenças.

De qualquer forma, o melhor é sempre buscar ajuda médica quando a criança estiver com sintomas incomuns ou mesmo quando sinais mais comuns tornarem-se persistentes. Entre os mais frequentes na infância e na adolescência estão:

Leucemia

É o mais comum nos pequenos, inclusive, entre os dois e cinco anos, caracterizando-se pelo acúmulo de células imaturas do sangue na medula óssea. Com isso, o crescimento é prejudicado, bem como o funcionamento dos gânglios linfáticos, sistema nervoso central, fígado, baço, testículos e outros órgãos.

Os sintomas incluem:

• palidez progressiva;
• cansaço excessivo;
• febre intermitente;
• sangue na urina e vômito;
• sangramentos subcutâneos;
• manchas roxas;
• dor nos ossos;
• aumento dos gânglios linfáticos no pescoço;
• infecções de repetição.

Tumores cerebrais

Essa doença aparece em diferentes partes do cérebro. Os sintomas são:
• sonolência;
• apatia;
• dor de cabeça;
• choro excessivo;
• vômitos em jatos;
• comprometimento do caminhar;
• perda do equilíbrio;
• convulsões;
• dificuldades visuais;
• desvio no olho.
• paralisia de um lado do corpo;
• queda no rendimento escolar;
• falta de atenção.

Linfomas

Tumores que acometem os gânglios linfáticos – estruturas responsáveis pela defesa do organismo, e que se manifestam, em especial, no abdômen e tórax. Já os sintomas são:
• presença de nódulos pelo corpo que aumentam rápido;
• febre recorrente;
• inchaço da barriga;
• amigdalites.

Outros tipos de câncer infantil são:
• Neuroblastoma: atacam o sistema nervoso simpático;
• Tumor de Wilms: afeta os rins;
• Tumores de partes moles: aparece entre a pele e os órgãos internos;
• Osteossarcoma: acomete ossos longos, como a tíbia e o fêmur;
• Retinoblastoma: cresce na retina, afetando a visão.

Causas do câncer infantil

Ainda não se conhecem os reais motivos para que as crianças desenvolvam tumores. O que se sabe é que eles crescem mais rápido do que em adultos, porque nos pequenos a doença afeta as células que estão em crescimento.

Outra diferença do câncer pediátrico é que ele não está associado a fatores de risco, nem mesmo à questão hereditária. Por outro lado, sabe-se que há um componente genético nas células do organismo da criança que a predispõe para o surgimento do tumor.

Sintomas do câncer infantil

Depende do tipo de câncer, sendo que alguns mais comuns e que podem ser confundidos com outras doenças são os seguintes:
• febre persistente;
• manchas roxas pelo corpo;
• gânglios aumentados;
• dor nos ossos;
• dor no abdômen.

Tratamento para o câncer infantil

Para escolher o tratamento mais adequado é preciso levar em conta o tipo de câncer, bem como a idade do paciente e o grau de evolução da doença. Assim como em adultos, o especialista pode escolher tratar a criança com cirurgia, radioterapia ou quimioterapia.

Os procedimentos podem também ser combinados, embora a radioterapia seja pouco aplicada em crianças, pois os seus efeitos colaterais são no longo prazo. Já que os tumores afetam os tecidos do organismo em fase embrionária, a resposta à quimioterapia costuma ser positiva.

Os pequenos também podem receber doses mais altas e se recuperarem com sucesso. Mesmo assim, durante o tratamento existe uma série de cuidados que os pais devem ter, porque a criança fica com o seu sistema imune debilitado.

Fique à vontade caso queira relatar histórias de amigos ou familiares que já sofreram com alguma das doenças citadas acima, para isso basta deixar um comentário logo abaixo. Estamos juntos nessa. Vamos vencer o câncer e salvar nossas crianças!